// Aprenda saberes ancestrais

A Ourivesaria é a principal atividade económica de Gondomar, valendo ao Município o título de “Capital da Ourivesaria”. A arte de trabalhar este metal precioso é um legado que acumula séculos de história, fruto da existência de minas de ouro na região.

A Filigrana, em ouro ou prata ocupa um lugar de destaque entre as criações dos ourives locais, fazendo de Gondomar o principal centro de produção destas jóias rendilhadas. A importância do setor e a sua continuidade são asseguradas pelo Centro de Formação Profissional da Indústria da Ourivesaria e Relojoaria (CINDOR), única escola do país que aposta na formação e qualificação dos futuros ourives.

 A Marcenaria e em especial a Talha, foi determinante para a economia de Gondomar. É uma arte que se executa com mestria na transformação do mogno, carvalho, nogueira ou pau santo em delicadas peças esculpidas, muito utilizadas no mobiliário característico desta região, na ornamentação religiosa e em objetos decorativos.

 Destaque ainda para a construção de barcos “valboeiros”, embarcação típica do Douro, cujo nome deriva da freguesia de Valbom e é utilizada na pesca artesanal do sável e da lampreia e no transporte de pessoas e mercadorias entre as margens do rio.