Filigrana Portuguesa – Processo de certificação garante a autenticidade das peças

Filigrana Portuguesa – Processo de certificação garante a autenticidade das peças

No dia 18 de dezembro de 2015 a Câmara Municipal de Gondomar dava início ao processo de certificação do produto “Filigrana de Gondomar”, após aprovação por unanimidade de proposta em reunião de Câmara. No início de 2017 Gondomar e Póvoa de Lanhoso uniram-se, dois concelhos de artesãos e mestres da arte da filigrana por excelência, assinando um protocolo de colaboração e compromisso mútuo com vista à certificação da “Filigrana Portuguesa”, objetivando igualmente a promoção conjunta de uma candidatura a Património da Humanidade pela UNESCO.

A “Filigrana de Portugal”, marca registada no Instituto Nacional da Propriedade Industrial, propriedade de ambos os municípios, abre portas para o tão acalentado sonho de levar a filigrana como técnica específica, registada e regulamentada, além-fronteiras.

A associação “Aderecertifica”, em colaboração com a associação “Portugal à Mão”, é a entidade responsável pela elaboração de um caderno de especificações e pela implementação dos procedimentos necessários entre os quais a atribuição e acompanhamento dos artesãos certificados e o controlo da autenticidade das peças, produzidas segundo as técnicas e materiais descriminados no caderno de especificações. Cada peça terá uma etiqueta de certificação numerada, uma garantia para o consumidor de que se trata de uma peça única produzida segundo as técnicas ancestrais da filigrana manual.

Entrevista Porto canal